Cidades
À noite em Nova Iorque
Não lhe chamam “a cidade que nunca dorme” por nada. A oferta de entretenimento da Grande Maçã é um verdadeiro banquete em que o difícil será mesmo escolher os pratos a não perder. Estamos aqui para ajudar nessa divertida tarefa!
Have a Drink

Que melhor forma de começar a noite nesta incrível metrópole? Com o tempo ameno, podemos rumar ao Riviera Café, um clássico da West Village, aberto desde 1969, e partilhar um jarro de sangria ou uma deliciosa Margarita no seu agradável pátio. Se quiser participar na tradição americana de beber cerveja em jarro visite o Bohemian Hall and Beer Garden, inaugurado em 1910, e sente-se a uma mesa corrida à sombra das árvores. Já para quem prefere um sumo bem fresco, feito na hora, o Juicy Lucy Juice Bar é já um clássico da East Village.
Se estima um bar mais clássico, Nova Iorque não dececiona: visite o King Cole Bar and Salon, onde, reza a lenda, foi inventado o cocktail Bloody Mary, e onde pode usufruir de um ambiente mais sofisticado, com o mural do pintor americano Maxfield Parrish como cenário de fundo e deliciosos pastéis de caranguejo ou ostras como lanche. Os fãs dos livros da Madeline (a menina que vivia num internato em Paris) têm paragem obrigatória no Bemelmans Bar (no Carlyle Hotel), onde as paredes estão decoradas com ilustrações do autor dos livros, o que dá um tom excêntrico à sóbria decoração Art Deco do elegante espaço. Escondido no primeiro andar da Grand Central Station está uma joia da cidade: um bar onde se sentem ainda os passos (e o fumo dos charutos) dos antigos magnatas da cidade - se quiser fingir que é Jay Gatsby durante uma hora, este é o lugar perfeito!
Music Lovers

Música ao vivo é uma das experiências a não perder em Nova Iorque. É seguro dizer que, seja qual for o género da sua preferência, irá aqui encontrar um concerto memorável. A Bowery Ballroom é uma das suas moradas míticas, situada num edifício construído no ano da Grande Depressão e transformado em sala de espetáculos em 1997, onde passam o mais fresco rock, pop e música independente. Mesmo em Times Square, o clássico B.B. King Blues Club and Grill, onde estiveram nomes como Aretha Franklin e James Brown, continua a oferecer animados concertos e saborosas refeições. Para uma experiência diferente experimente o brunch de domingo ao som do Harlem Gospel Choir. Para os amantes de jazz a escolha é extensa: do Birdland, inaugurado em 1949, ao Village Vanguard, inaugurado em 1935 (e no qual foram já gravados emblemáticos álbuns ao vivo), à clássica sala de Greenwich Village, a Blue Note.
E os mais aventureiros podem sempre rumar ao The Stone, com curadoria original pela mão dos principais nomes da vanguarda. Para um espetáculo com jantar incluído escolha o Minton's, com menu inspirado nos clássicos gastronómicos do sul dos E.U.A. (atenção, esta sala exige guarda-roupa formal aos clientes masculinos). Para uma experiência com a magnitude americana, consulte a agenda do Madison Square Garden. O melhor da música, desporto e comédia tem morada nesta impressionante sala. Para uma agenda repleta de música, teatro, ópera e dança, consulte o calendário do Lincoln Center. Para os melhores DJ's rume aos clubes do Meatpacking District e Williamsburg.
Broadway

Merece a sua própria entrada e, com certeza, várias saídas à noite. Os dez quarteirões no West Side situados entre as ruas 41 e 51 perfazem aquilo a que chamamos Broadway. Se um teatro estiver fora desta zona já não se pode apresentar como estando na Broadway, o que, em termos práticos, quer dizer que as suas peças, atores e diretores já não são elegíveis para os prestigiados Tony Awards. São cerca de 40 salas, que têm entre 500 e 2000 lugares, a apresentar espetáculos seis vezes por semana (a maioria das salas folga ao domingo, mas nem todas) e matinés às quartas, sábados e domingos. Aproveite os descontos nos bilhetes para o próprio dia, que podem chegar a uma redução de 50%. Os clássicos "Wicked", "Lion King", "Les Miserables", "Cats" e "An American in Paris" são sempre excelentes opções, além, claro, das peças teatrais. E lembre-se que Broadway é, antes de mais, uma morada. As peças off-Broadway em nada ficam a dever-lhe em qualidade.
Laugh Out Loud

Na cidade de Seinfeld, o humor impera e passar um serão num clube de comédia é uma experiência imperdível. O Comedy Cellar é um dos mais famosos, por onde passaram nomes como Louis CK ou Chris Rock (que hoje já se apresentam no Madison Square Garden) e oferece três espetáculos por noite. Da Upright Citizens Brigade saíram muitos dos atores que nos fazem atualmente rir nas séries televisivas por isso aproveite para conhecer já o talento dos próximos anos, nas salas de Chelsea e East Village. Além de serem muito em conta ainda existem alguns eventos gratuitos! Se preferir ver em palco nomes que já lhe são familiares espreite a agenda do Madison Square Garden e do Carolines on Broadway.
View over NYC

Se a sua ideia de um serão bem passado envolve olhar o panorama de Nova Iorque escolha uma destas opções: o 230 fifth, com um terraço onde cabem 1200 pessoas e uma vista sobre o Empire State Building, ou a Birreria, no topo da mega loja de comida e vinhos italianos, Eataly. Para um panorama diferente visite o Frying Pan, um barco renovado no Hudson com restaurante e bar.

Just Kids

Mesmo que viaje com os seus filhos não tem necessariamente de passar os serões no hotel. Alguns dos museus mais fascinantes para os pequenotes têm dias em que ficam abertos até tarde (Museum of Natural History, Museum of the American Indian), para uma noite no museu inesquecível. Também pode optar por fazer uma viagem hop on, hop off e ver as luzes da cidade sem cansaço. Para um jantar diferente leve-os a cear à Chinatown e, de seguida, tome a sobremesa na Chinatown Ice Cream Factory!