Praias e Natureza
Vai fazer um Safari? 7 conselhos especiais
É o grande sonho de muitos viajantes. E, por vezes, a viagem de uma vida. Os destinos mais populares são Quénia (Maasai Mara), Tanzânia (Serengeti e Ngorongoro), Botswana (Kalahari), Namíbia (Delta do Okavango e Etosha) e África do Sul (Kruger), e acredite que vão superar as suas maiores expetativas. Para os aproveitar ao máximo, siga estes conselhos:
Seguro de viagem

Fazer um seguro de viagem será sempre boa ideia, mas quando parte à aventura e se decide a incluir um safari no seu roteiro, então, dir-se-ia que é mesmo obrigatório. Acidentes, extravios, adoecimentos, urgências várias, necessidade súbita de repatriação... Enfim, nada disto é muito provável, nem os parques deixarão de ajudar em caso de necessidade, mas mais vale prevenir do que remediar!
Fale com o seu médico

Dependendo do país ou da região que for visitar, os requerimentos de vacinação sofrem alterações com alguma frequência, até em consequência de surtos sazonais. Em países africanos, por exemplo, a maior preocupação ao nível da saúde é sempre a malária, por isso aconselhe-se sobre o conjunto de precauções higiénicas que deve tomar antes de entrar no avião e aterrar na savana!
Explore várias opções

Alguns parques, como o Kruger, na África do Sul, estão preparados para visitantes que querem guiar o seu próprio veículo. Já outros funcionam apenas com veículos conduzidos pelos seus funcionários. Mas também há quem organize caminhadas ou passeios de elefante! Pense primeiro no tipo de experiência que procura e veja as condições de cada parque antes de se decidir.
Prepare-se para ver menos do que o esperado

Um safari contém sempre um elemento de incerteza. Embora os parques organizem roteiros tendo em conta o conhecimento pormenorizado dos hábitos da fauna local, e consigam na maioria das vezes cumprir com o programa planeado, por vezes dão-se imprevistos. Por isso mesmo reserve vários dias para o seu safari, não vão as girafas estar tímidas.
Ouça sempre o seu guia

Não há necessidade de transformar uma experiência de lazer num momento de ansiedade para si e para quem está a seu lado. Mesmo que lhe apeteça improvisar e se sinta em segurança, e ainda que o sucesso de uma foto dependa de encurtar distâncias com a alcateia, siga sempre as indicações do seu guia, um profissional experimentado que sabe avaliar riscos melhor do que ninguém.
Invista numa boa máquina fotográfica

Num momento em que os smartphones assumem tão bem e de forma tão prática essa função, até nos esquecemos da existência das tradicionais máquinas fotográficas. Mas se vai investir num safari não recorra à solução do dia-a-dia e adquira uma boa máquina. Assim, quando quiser apanhar uma chita a 100 km/h não irá lamentar as limitações do seu telemóvel!
Decida que animais ver

No Okavango pode passear de canoa por entre hipopótamos e crocodilos, mas se quer ver a migração dos gnus tem de partir rumo a Maasai Mara ou ao Serengeti. Os parques nacionais da Gâmbia encantam os observadores de aves e em Ngorongoro é praticamente garantido que vai ver os "Grande Cinco": elefantes, leões, búfalos, rinocerontes e leopardos. A dificuldade será mesmo escolher!